Pular para o conteúdo principal

Starliner: cápsula concorrente da SpaceX fica para trás na corrida espacial

A cápsula espacial para voos tripulados da Boeing, Starliner, fará em agosto o seu primeiro voo de testes para a Estação Espacial Internacional (ISS), retardando o cronograma em 5 meses desde a última reprogramação. Trata-se de um prévia para o envio de astronautas ao espaço. A informação foi publicada pela Reuters no último dia 20/3 sem citar os motivos do atraso.

A etapa equivalente de testes atribuída à SpaceX foi completada no início de março com o atracamento da Crew Dragon à ISS. A jornada realizada pela nova cápsula espacial de Elon Musk foi considerada um sucesso.

A Crew Dragon retornou à Terra na sexta-feira (8/3) após passar 5 dias atracada à Estação Espacial Internacional (ISS). A SpaceX está agora mais perto de receber o sinal verde da NASA para a sua primeira missão tripulada prevista para o próximo mês de julho (Ex Post #405).

Mike Wall (Space):
Boeing is developing Starliner to carry astronauts to and from the ISS, under a $4.2 billion contract the aerospace giant signed with NASA in 2014. SpaceX holds a similar commercial-crew deal, valued at $2.6 billion, to get that company's Crew Dragon capsule up and running.

CST-100 Starliner. Crédito: Boeing

Ex Post #366 (3/2):
Boeing e SpaceX, através de seus respectivos projetos, serão as duas primeiras empresas privadas a transportar pessoas entre a Estação Espacial Internacional (ISS) e a Terra.
A missão da Boeing, a.k.a. Orbital Flight Test, será lançada em um foguete Atlas V da ULA a partir do Cabo Canaveral na Flórida. O voo estava previsto originalmente para 27 de agosto de 2018, porém foi cancelado devido a uma anomalia identificada durante os testes de abortagem no lançamento.


São Paulo, 25 de março de 2019

Assine o Feed        Apoie o Ex Post no Apoia.se

Ex Post #423