Pular para o conteúdo principal

Custo de operação dos F-35 levará tempo para cair diz a Lockheed Martin

Para a fabricante do F-35 - o caça furtivo mais vendido do mercado, serão necessários entre 15 e 20 anos para os custos por hora de voo caírem abaixo do patamar de um caça de 4a geração como o F-16.

A USAF - o maior cliente global dos caças F-35, abriu uma iniciativa para derrubar os custos de voo e manutenção para os mesmos níveis dos atuais caças sem capacidades furtivas, hoje na faixa de $20,000 - $25,000 USD por hora de voo.

A iniciativa inclui reduzir o número de mecânicos necessários para atuar em cada aeronave, refinar os sistemas de diagnóstico para reduzir falsos alarmes e garantir a disponibilidade adequada de peças de reposição para manutenção e reparos.

Os EUA têm sido muito lentos quanto a adequar a capacidade de recursos para realizar os reparos dos F-35 devido a atrasos nas aprovações de financiamentos, disse Amy Gowder, a VP e gerente geral de Serviços de Treinamento e Logística da Lockheed Martin.

"Quando nós tínhamos 180 aeronaves, provavelmente estava tudo bem. Agora temos 300. Isso está colocando mais pressão sobre a cadeia de suprimentos no curto prazo, disse a executiva da Lockheed.

Jamie Freed (Reuters):
Lockheed Martin Vice President and General Manager F-35 Program Greg Ulmer said there was an effort to lower the cost per flight hour to $25,000 by 2025 but further savings would take longer.
“Today it is different customer by customer but I think $35,000 per flying hour is a good number,” he told Reuters in an interview at the Australian International Airshow.

F-35 da IAF. Crédito: Reuters / Amir Cohen


São Paulo, 18 de abril de 2019

Assine o Feed        Apoie o Ex Post no Apoia.se

Ex Post #449