Pular para o conteúdo principal

USA-Irã: Oman intervêm para reduzir as tensões no Oriente Médio

Oman está tentando reduzir as crescentes tensões entre os EUA e o Irã em meio às informações de que o Pentágono esteve considerando enviar mais tropas para a região.

O pequeno mas estratégico sultanato - localizado na entrada do Golfo e muito próximo ao Estreito de Ormuz, por onde escoa algo como 35-40% do tráfego marítimo de petróleo mundial - tem mantido boas relações com Teerã através de sucessivas crises regionais.

Oriente Médio: crédito Google

Naharnet Newsdesk:
"We and other parties seek to calm tensions between Washington and Tehran," state minister for foreign affairs Yusuf bin Alawi bin Abdullah said in a statement.
"A war could harm the whole world, and both the American and Iranian sides are 'aware of the dangers'."
Oman played a crucial role in bringing US and Iranian negotiators together for the preliminary talks that ultimately led to a landmark 2015 nuclear deal between Iran and major powers, including the United States.

No início de maio os EUA enviaram uma força-tarefa ao Oriente Médio como "um sinal claro e inconfundível ao regime iraniano" nas palavras de John Bolton, de que qualquer ataque aos Estados Unidos ou seus aliados seria retaliado de modo implacável.

As tensões são crescentes desde 2015 quando Donald Trump decidiu, unilateralmente, retirar os EUA do acordo nuclear assinado entre o Irã e seis potências mundias.



São Paulo, 24 de maio de 2019

Assine o Feed        Apoie o Ex Post no Apoia.se

Ex Post #457

Comentários no Twitter: @ExPostCo