Skip to main content

#198 - Selfies extremos, uma brincadeira letal

O desejo de lacrar e se exibir no Facebook, no Instagram e no Snapchat dentre outras mídias sociais, parece não ter limites para um número crescente de pessoas em todo o mundo. A busca pelos chamados "selfies extremos", tirou a vida de 259 pessoas, a maioria delas jovens entre os anos de 2011 e 2017, segundo um estudo global da US National Library of Medicine. O número de acidentes pode, no entanto, ser bem maior, uma vez que muitos deles são registrados sob outras descrições.

Quanto aos locais, os cumes de montanhas, os topos de edifícios e de chaminés como o da imagem abaixo estão entre os mais citados. Índia, EUA, Rússia e o Paquistão são os países com o maior número de casos. 72% das vítimas reportadas são homens, segundo o estudo.

crédito: Youtube

2  O Facebook irá transmitir jogos da Copa Libertadores a partir de 2019. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (5/10). A compra de direitos se refere à transmissão para a America do Sul, via Facebook Watch, de 46 das 155 partidas previstas para toda a competição. 27 delas, realizadas às quintas-feiras, serão transmitidas com exclusividade pelo Facebook para todos os 10 países membros da Conmenbol incluindo o Brasil. Os outros 19 somente nos países de língua espanhola.

Carros autônomos, elétricos e de competição

3  Relatório de acidentes divulgado pela Tesla nesta quinta-feira (4/10) da conta de que seus veículos se envolvem quatro vezes menos em acidentes do que a média nos EUA. De acordo com o fabricante foi registrado 1 acidente (crah-like) a cada 1,92 milhões de milhas no 3o trimestre de 2018. Considerando os veículos com o Autopilot ativo a segurança aumenta para 1 acidente a cada 3,34 milhões de milhas. Nos números da NHTSA (US National Higway Traffic Safety Administration) a estimativa é de 1 acidente para cada 492 mil milhas dirigidas no país. E quando se trata de fatalidades...

In the US, there is one automotive fatality every 86 million miles across all vehicles from all manufacturers. For Tesla, there is one fatality, including known pedestrian fatalities, every 320 million miles in vehicles equipped with Autopilot hardware. If you are driving a Tesla equipped with Autopilot hardware, you are 3.7 times less likely to be involved in a fatal accident.

Motoristas de veículos da Tesla são tipicamente diferentes de um motorista médio dos EUA. Em geral são mais velhos, circulam por vias melhor sinalizadas e em regiões mais ricas do país. Comparar diretamente os dados divulgados pela Tesla com os da NHTSA não é forma mais adequada de aferir a evolução [em termos de segurança] dos veículos autônomos / semi-autônomos. O sinais, no entanto, são promissores.

A propósito, a Tesla anda precisando mesmo de boas notícias, após o recente caso que culminou em pesadas multas para a empresa e o afastamento do seu principal líder da cadeira de presidente.

EP #192 (1/10):
Tesla e Elon Musk concordaram em pagar $20 MM USD cada um e encerrar o caso que poderia gerar mais prejuízo para a empresa e seus investidores, caso ele se estendesse em uma longa disputa judicial. Musk terá, a partir de agora, 45 dias para deixar a posição de chairman, mas será mantido no cargo de CEO. Ainda como parte do acordo, a Tesla deve nomear um presidente e dois diretores independentes, além de um comitê ligado ao Conselho para controlar a comunicações de Musk com o mercado.

EP #191 (28/9):
A Securities and Exchange Comission abriu um processo contra Elon Musk por conta das declarações dadas via Twitter, nas quais alegava ter garantido de investidores a quantia necessária para fechar o capital da Tesla. O montante permitiria pagar $420 USD por ação. A punição, caso seja aplicada, pode resultar no impedimento de Musk para assumir cargos de comando em empresas de capital aberto.
4  O pessoal da Bird anunciou na última sexta-feira (5/10) a disponibilização de seus scooters elétricos no Brasil. Em breve, dizem eles. Seria o segundo país na América Latina. A previsão é começar pela Cidade do México com 100 veículos. Nos EUA, onde a febre começou, seu uso é controverso em várias cidades do país. 

Megan Dickey (Tech Crunch):
In the public comment portion, residents expressed concerns of these scooters taking up too much space on sidewalks, and becoming hazards to seniors and people with disabilities. On a couple of occasions, citizens also spoke to concerns of arrogance and elitism that e-scooters represent.


EP #128 (3/7):
Os polêmicos serviços de compartilhamento de scooters elétricas se tornaram alvo de grandes empresas de tecnologia do Silicon Valley. Fontes do Financial Times dão conta de que a Alphabet investiu agora uma quantia não declarada na LimeBike [ou simplesmente Lime], além da participação anterior da GV (Google Ventures) em uma rodada de funding estimada em $300 MM USD.





São Paulo, 8 de outubro de 2018