Skip to main content

#208 - Asteroide Ryugu: coleta de amostras adiada até 2019

Após o bem sucedido envio de dois rovers [Minerva-II-1] e de um pousador [MASCOT] para a superfície do asteroide Ryugu, a sonda japonesa Hayabusa-2 pode não executar a terceira e mais importante etapa de sua missão. Pelo menos por enquanto.

Até o final de outubro a sonda deveria realizar um rápido pouso no asteroide e coletar material para ser trazido na viagem de volta à Terra. No entanto, o pessoal do programa espacial japonês (JAXA) não está encontrando um local adequado para descer.

"Esperávamos que a superfície fosse lisa, mas parece que não há uma área plana para o pouso", disse o gerente do projeto Hayabusa2, Yuchi Tsuda. A superfície parece totalmente coberta de pedras e pedregulhos que dificultariam o pouso da espaçonave. O procedimento foi, assim, reprogramado para final de janeiro de 2019.

EP #194 (3/10):
Às 22:58 hs (Brasília) do dia 2/10 último, o pousador de fabricação alemã, MASCOT (Mobile Asteroid Surface Scout), iniciou as medições geológicas na superfície do asteroide Hyugu, atualmente a 300 milhões de quilômetros da Terra. "A MASCOT foi ejetada de uma altitude de 51 metros e desceu em queda livre para o seu destino, o asteroide", diz o press release do DLR. A operação foi um pleno sucesso.






São Paulo, 12 de outubro de 2018