Skip to main content

#239 - Oumuamua pode ser um objeto criado por extraterrestres! #EuAvisei

As primeiras observações foram inconclusivas. O objeto seria um cometa? Um asteroide, ou o quê? O Oumuamua foi visto pela primeira vez pelo Pan-STARRS-1, 40 dias após o objeto ter feito a sua maior aproximação em relação ao Sol, mais precisamente em 9/9 do ano passado.

Naquela época, os astrônomos avaliaram que o Omuamua parecia ter uma composição de rocha e metal, e que girava muito rapidamente. Caso fosse um cometa, deveria haver uma liberação de gás ao passar próximo do Sol. Não foi o caso. Seria então um asteroide?

Bem, observações mais recentes detectaram que o objeto passou a viajar em maior velocidade, ao contrário do que seria esperado, uma vez que não foi detectada qualquer liberação de gás (aka outgassing).

crédito: NASA
De acordo com os pesquisadores Schmuel Bialy e Abraham Loeb, em entrevista à Universe Today, há uma possibilidade de que o objeto seja uma vela solar - uma forma de espaçonave que depende de pressão de radiação para gerar propulsão.

Abraham Loeb (via Universe Today):
We explain the excess acceleration of `Oumuamua away from the Sun as the result of the force that the Sunlight exerts on its surface. For this force to explain measured excess acceleration, the object needs to be extremely thin, of order a fraction of a millimeter in thickness but tens of meters in size.
This makes the object lightweight for its surface area and allows it to act as a light-sail. Its origin could be either natural (in the interstellar medium or proto-planetary disks) or artificial (as a probe sent for a reconnaissance mission into the inner region of the Solar System).
The alternative is to imagine that `Oumuamua was on a reconnaissance mission. The reason I contemplate the reconnaissance possibility is that the assumption that `Oumumua followed a random orbit requires the production of ~10^{15} such objects per star in our galaxy.
This abundance is up to a hundred million times more than expected from the Solar System, based on a calculation that we did back in 2009.
A surprisingly high overabundance, unless `Oumuamua is a targeted probe on a reconnaissance mission and not a member of a random population of objects.”

EP #190 (27/9):
Uma equipe de cientistas acaba de publicar um estudo que restringe a origem do objeto Oumuamua - "o primeiro mensageiro" em havaiano - a apenas 4 estrelas: a anã vermelha HIP 3757, uma anã amarela (como o Sol) HD 292249 e duas outras sem código de identificação, por enquanto.
Essa identificação mais precisa foi obtida por meio de consulta aos dados produzidos pela Missão Gaia (ESA).  
EP #127 (2/7): O primeiro objeto interestelar conhecido, batizado de Oumuamua  pode ser, de fato, um cometa, dizem os astrônomos que já haviam determinado a sua trajetória hiperbólica - o seguinte diagrama mostra (à esquerda) o comportamento padrão de um objeto pertencente ao sistema solar.
Observações recentes dão conta de que a mudança de velocidade do cometa não está relacionada com a gravidade do Sol nem de qualquer outro planeta. Uma das poucas coisas conhecidas que alteram a velocidade como observada são gases expelidos de sua superfície. Resta a confirmação.
Ainda resta a confirmação (sic)!



São Paulo, 31 de outubro de 2018