Pular para o conteúdo principal
A recessão ficou para a história, porém não existem garantias de que o aumento da atividade econômica registrado nos últimos dois trimestres seja consistente.

“É uma variação positiva. A gente nem chama de crescimento. Apontamos crescimento quando é superior a 0,5%”. “Estamos num ciclo ascendente da economia, mas ainda não dá para chamar de recuperação” disse a coordenadora de Contas Nacionais do IBGE, Rebeca de La Rocque Pali.