Pular para o conteúdo principal

EUA: o medo de virar uma democracia!

Por que reinventar a roda se podemos aprender com sociedades mais evoluídas que encontraram [ou criaram] o seu próprio caminho das pedras como a americana, que o vem trilhando já desde a época de sua fundação?

“Ao longo do tempo, face ao inegável e fantástico sucesso dos Estados Unidos outros países buscaram emular o “sistema americano” diz Pedro Carleial em seu artigo para o Instituto Liberal.  “Mas não emularam a visão de direitos individuais e limitação do governo à sua proteção como fundamento. Emularam a mecânica do governo americano, as eleições e representantes, mas não capturaram sua alma: os direitos individuais.”

A história nos dá conta de que os Pais Fundadores daquela nação, contrários à monarquia inglesa e regimes absolutistas corruptos da Europa, criaram a América como uma “república”. Até a tão enaltecida “democracia” era tida como uma ameaça que poderia se contrapor ao ideário republicano compartilhado por nomes como George Washington, Thomas Jefferson e Benjamin Franklin, só para citar alguns dos mais famosos Founding Fathers. 

“...é praticamente impossível encontrar, nos textos daqueles homens admirados e defendidos por séculos, alguma palavra a favor de uma “democracia”. Pelo contrário. Em diversos momentos, mostram verdadeiro medo de seu país, livre de uma monarquia, acabar virando uma democracia”, diz Flávio Morgenstern em seu Senso Incomum.

O cientista político Murillo de Aragão em seu artigo “Oito pilares do sonho americano” oferece algumas pistas que nós brasileiros podemos espelhar e conclui: “Assim, ficamos nós a pensar: quando atingiremos nossa potencialidade? Analisando os pilares do sonho americano, seguramente ainda falta muito...”

crédito da imagem: http://bit.ly/2B3mScH