Skip to main content

Demanda por cobalto cresce no mundo e a Apple quer garantir a sua parte!

A Apple negocia a compra de suprimentos de longo prazo do minério diretamente com mineradoras da África, em meio a demanda crescente puxada pela indústria automobilística. 2/3 da produção mundial de cobalto sai de minas na República Democrática do Congo. Em alta, o preço do minério usado na fabricação de baterias de ion-lítio, batem $80K USD/ton. nos últimos meses. Segundo dados da LME/Bloomberg o preço do metal triplicou nos últimos 18 meses. Uma bateria de smartphone requer 8 gramas de cobalto refinado. As informações foram publicada nesta quarta-feira (21/2) pela Bloomberg citando pessoas familiares com o assunto. 


A estratégia da Maça não visaria apenas garantir o suprimento para as baterias de seus gadgets, lembrando que a Apple tem lá seus interesses na nascente indústria de veículos elétricos. As negociações envolvem "milhares de toneladas métricas" de cobalto por ano no horizonte de pelo menos 5 anos. 

A Bloomberg cita ainda outras empresas assinando contratos de longo prazo para assegurar que terão suprimento visando suas metas de produção. São elas: BMW AG, Volkswagen AG e Samsung SDI Co. A Apple não comentou o assunto.