Skip to main content

#058 - Facebook precisa reconhecer problemas sistêmicos ligados à privacidade

Boa sexta-feira amigos. Analistas do caso Cambridge Analytica (CA) querem maior ênfase por parte do Facebook nas razões que levaram à exposição de massivas quantidades de dados de usuários da sua plataforma. Ao não faze-lo, Zuckerberg colocaria em risco a apreciação integral dos stakeholeders, dizem. 

Época Negocios citando analistas:
As soluções citadas por Zuckerberg focam apenas nos desenvolvedores externos que tiveram acesso a detalhes dos usuários por meio de ferramentas de login. "Eles não estão reconhecendo que têm problemas sistêmicos", disse Brian Wieser, analista da Pivotal Research, em entrevista. "Estes são apenas os problemas dos quais já sabemos, mas eles têm problemas em curso na gestão de diferentes partes do negócio".
A companhia apresentou passos para resolver o problema de desenvolvedores, mas "para angariar a apreciação integral do público e do mercado, deveria haver ênfase maior na razão pela qual isso ocorreu em primeiro lugar", disse James Cakmak, analista da Monness Crespi Hardt & CO.

Uma pergunta recorrente nesses dias, acerca do caso CA, é: o Facebook falhou em garantir a proteção à privacidade dos seus usuários? E a resposta é, talvez. A Cambridge Analytica explorou a permissão dada [expressamente ou não] pelos usuários da plataforma para que terceiros possam ter acesso aos dados de seus amigos.

A grande maioria dos usuários obviamente não tem noção do problema sistêmico que este tipo de  permissão pode acarretar, qual seja, uma brecha potencialmente gigante com o alcance de dezenas de milhões de contas. O Facebook, no entanto e muito provavelmente, estava ciente de tudo. Tomando essa premissa como verdadeira, eles supostamente preferiram ignorar o fato e confiar [de modo conveniente] que o seu parceiro não iria entregar tais dados a terceiros não autorizados - conforme as regras padrão do Facebook. Se o governo americano seguir a linha de ação da União Européia, o Facebook terá que arcar com multas pesadíssimas por negligência ou algo do gênero. Não acredito que isso ocorra, todavia.

- Regulação estatal. Zuckerberg em entrevista à CNN nesta quarta-feira (21) afirmou não estar certo de que deve haver regulação sobre o Facebook e completou: I actually think the question is more what is the right regulation rather than yes or no, should it be regulated? ...People should know who is buying the ads that they see on Facebook. No entanto, nos últimos meses o Facebook está, sem alarde, atuando sobre congressistas para que rejeitem a Lei "Honest Ads Act" que faz exatamente aquilo que Zuckerberg afirma estar a favor, segundo o site Quartz, citando fontes. Ainda segundo o site, os gastos do Facebook com atividades lobistas no Congresso dispararam nos últimos anos:




São Paulo, 23 de março de 2018