Skip to main content

#082 - Facebook: resultados crescem a despeito dos escândalos e da mídia negativa

Boa quinta-feira amigos. Como já havíamos sinalizado há pouco mais de um mês, o recente escândalo que acometeu o Facebook e levou Zuckerberg a depor no Congresso dos EUA não tinha o poder de abalar as finanças da empresa. No press release divulgado nesta quarta-feira (25/4) o Facebook apresentou números invejáveis: aumento de 13% no número de usuários ativos [para 2,2 bilhões]; receita 50% maior e resultado líquido 63% maior, valores estes em relação a igual período de 2017: 

Zuckerberg (press release):
Despite facing important challenges, our community and business are off to a strong start in 2018... We are taking a broader view of our responsibility and investing to make sure our services are used for good. But we also need to keep building new tools to help people connect, strengthen our communities, and bring the world closer together.

crédito:Facebook

Zuckerberg conta com a confiança quase que inabalável da comunidade de anunciantes. Ainda que  alguns deles pulem fora do barco junto com veículos importantes, a exemplo do que ocorreu com a Folha de São Paulo, a impressão é que existe um outro grupo de players de igual porte capaz de ocupar os espaços deixados pelos, digamos, "desertores". E mais, o Facebook também não parece estar muito preocupado com isso...

EX POST #032: 
Em resposta à decisão tomada pela Folha de São Paulo de parar de publicar para os seus 6 MM de seguidores no Facebook, Campbell Brown, head de parcerias com veículos do Facebook teria respondido: "If anyone feels this isn't the right platform for them, they should not be on Facebook." 

Economia e Política

- Projeto de Lei  [PLC 97/2017] que restringe o uso de carros oficiais foi aprovado pela CCJ da Câmara nesta quarta-feira (25). O governo gasta R$54 milhões/ano com aqueles veículos e passar a utilizar o serviço TaxiGov seria um modo de reduzir a frota atual. Estariam autorizados: a Presidência e a vice-presidência da República, a Presidência do Senado e da Câmara dos Deputados, a Presidência do STF, os ministros de Estado, os comandantes das forças militares e o chefe de Estado-Maior Conjunto das FFAA. 

Caso venha a ser aprovado e depois sancionado pelo Presidente da República, é pouco provável que a Lei não venha a ser questionada futuramente; alguém irá alegar invasão de competência entre poderes ou alguma outra inconstitucionalidade para "flexibilizar" ou mesmo barrar a medida. Cortar o orçamento em grandes nacos é o jeito certo de moralizar a máquina. O resto é jogo de cena! 

Veículos autônomos elétricos e de competição

- Xiaomi Mi é a scooter elétrica da empresa que ficou famosa no Brasil anos atrás pelos seus smartphones competitivos. O CEO, brasileiro e ex-Google, ajudou a promoção dos gadgets por aqui. A scooter da Xiaomi tem design da Ninebot. Veja outra scooter semelhante avaliada pela Geekwire em nossa edição #079

crédito:aliexpress

Empresas da Economia Digital

- Antes que alguém comece a imaginar um robô criado com braços e pernas seguindo você pela casa toda, lembre-se do Roomba - um robô doméstico no formato de um disco voador cuja utilidade na limpeza é indiscutível.

crédito: popularmechanics

Pensando mais além, quanto vale para a empresa de Jeff Bezos um equipamento similar capaz de mapear cada canto de nossas casas?


- A Apple reduziu as encomendas de HomePod de 500 mil para 200 mil unidades, segundo fontes da Digitimes em Taiwan. Um corte dramático das expectativas caso se confirme a informação. As encomendas dos smart speakers do Facebook teriam sido cortadas em 20%; Fiona e Aloha estão com lançamento previsto para o mês de outubro.

- Usuários da versão gratuita do Spotify terão acesso a funções até agora exclusivas dos assinantes da versão premium:
  • criar um streaming com músicas das 15 playlists mais populares, sem anúncios e sem salto de faixas. Com isso, o usuário terá acesso a mais de 40 horas de músicas que poderão ser ouvidas quantas vezes desejar. 
  • acesso à recomendações de músicas a partir de playlists de usuários. A cada música adicionada pelo usuário o Spotify recomenda outra com características similares. 
  • opção para reduzir o volume de transferência de dados em até 75%, ajudando no consumo de recursos. 



São Paulo, 25 de abril de 2018