Skip to main content

#116 - Chicago dá sinal verde para os túneis de Elon Musk

Boa sexta-feira galera. A Boring Company de Elon Musk foi selecionada para construir uma ligação de alta velocidade entre o aeroporto de O'Hare e o centro da cidade de Chicago. A meta estabelecida pela prefeitura determina que as viagens sejam feitas em no máximo 20 minutos [150 milhas/h] com frequência de 30 segundos (!) a partir de cada destinação. E não menos importante, o custo deve estar abaixo do que é cobrado pelos táxis e "Uber" da cidade para a mesma jornada. E quanto ao prazo de entrega:

Elon Musk (The Verge):
I would say it’s very unlikely to be more than three years... We’re only going to open the system to the public once the safety is extremely well-proven, so even once it’s done we’ll be doing demonstration rides, but we’ll go through a rigorous safety qualification process before putting large numbers of people on board... I feel very confident that the technologies that need to be solved here, while difficult and new, are significantly less difficult than say, what we do at SpaceX or Tesla.

crédito: inverse

O projeto é desafiador e cheio de incertezas, incluindo a expectativa de Elon Musk com relação à entrada em operação do serviço num prazo inferior a 3 anos; mesmo que a tecnologia seja significativamente mais simples do que aquela utilizada na SpaceX e na Tesla como afirma Musk. A ver.


Economia e Política

2   Muito do que foi negociado e acordado no histórico encontro entre Donald Trump e Kim Jung-un não foi reproduzido na versão final do documento firmado pelos dois presidentes nesta terça-feira (12/6), afirma Mike Pompeo, secretário de Estado dos EUA. O consenso de que as armas nucleares do país serão verificadas e fiscalizadas em profundidade por equipes internacionais é um dos pontos. A declaração é também uma resposta à especialistas que consideraram vaga demais a declaração final. "Nós esperamos conseguir atingir um significativo desarmamento nos próximos dois anos e meio ou algo próximo disso", disse Pompeo nesta quarta-feira (13/6).

3   Pesquisa Reuters/Ipsos divulgada nesta quarta-feira (13/6) mostra que 51% dos respondentes aprovam o modo como Donald Trump lidou com a Coréia do Norte nas negociações que levaram a assinatura do acordo entre os dois países. Por outro lado, para 40% dos entrevistados, os países não irão cumprir as promessas e apenas 25% acredita que o encontro conduzirá à desnuclearização da península coreana.
  
4   O comércio eletrônico no Brasil pode ganhar novos contornos com a criação de normas comuns para países do Mercosul. A Cúpula do Mercosul, que será realizada na próxima segunda-feira (18/6) no Paraguai, irá endereçar essa questão, segundo a Agência EFE citando fontes oficiais brasileiras. 

"Esperamos que se defina um programa de trabalho para a agenda digital do Mercosul", que deverá estabelecer normas para regular o comércio eletrônico no bloco integrado por Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai, disse o subsecretário para a América Latina e o Caribe da chancelaria brasileira, Paulo Estivallet.
Segundo o diplomata, a agenda digital está dentro da decisão do Mercosul de avançar para uma maior liberalização comercial, tanto dentro do bloco como na sua relação com o mundo. "O Mercosul optou por uma maior inserção na economia mundial e a estratégia é buscar mais comércio, pelo qual o protecionismo não é uma solução, disse Estivallet em entrevista coletiva.
Ventos promissores do sul com o direcionamento de avançar na agenda de liberalização comercial especialmente com o resto do mundo. Precisamos participar das cadeias globais de valor, estratégia essa praticamente ignorada pelo Brasil nos últimos 10-15 anos. 

5   O "Sitio de Atibaia" pode virar museu. A proposta é do deputado Major Olímpio (PSL). O Museu Nacional de Combate à Corrupção teria em seu acervo bens apreendidos pela polícia. A ideia é interessante mas não é inédita. A Tailândia criou em 2015 o "Museu Nacional da Corrupção Política". No Brasil não iriam faltar locais apropriados. Brasilia, por exemplo, poderia começar com o tombamento do Estádio Mané Garrincha que custou aos cofres públicos a bagatela de R$1.500.000.000 e se encontra constantemente subutilizado.


Empresas da economia digital

6   O Bradesco pode ser o próximo banco brasileiro a adotar o pagamento via Apple Pay. Com o período de 90 dias de exclusividade com o Banco Itaú se encerrando em julho, é de se esperar que outras instituições financeiras também participem do sistema. O Brasil está bem servido de POS com a tecnologia [NFC] necessária à operação do Apple Pay e todos os iPhones a partir da versão 6 também.  

crédito:9to5mac


São Paulo, 15 de junho de 2018