Skip to main content

#156 - E começa oficialmente a campanha presidencial

Boa sexta-feira galera. Oito candidatos se apresentaram por três horas seguidas no já tradicional encontro realizado pela Band que dá a largada nas campanhas eleitorais. O primeiro debate presidencial do primeiro turno ocorreu num clima de respeito onde até os candidatos que se exaltam com facilidade se contiveram. Bolsonaro nesse aspecto surpreendeu.

Alckimin foi um dos mais visados. Marina Silva foi para cima do tucano por conta de sua associação com partidos da velha política, Ciro com a tentativa de associar a sua imagem à do presidente Temer e Meirelles ao lembrar de citações no site do PSDB chamando de Bolsa Esmola o mais conhecido programa social do governo federal. Já o experiente Alvaro Dias pretende apostar na força da Lava-Jato. Quer transformar a operação em uma estrutura permanente com status de projeto de Estado, conduzido por Sergio Moro que seria convidado para ministro da Justiça.

O destaque pitoresco ficou por conta das intervenções do Cabo Daciolo com estocadas entremeadas de citações religiosas e leitura da bíblia nas suas considerações finais. Será imortalizado através de memes até o fim da campanha. Boulos, sem muita profundidade de propostas será lembrado pelo bordão "aqui há 50 tons de Temer", numa referência aos seus colegas de disputa. Meirelles, nada comunicativo, parecia perdido em certos momentos do debate e passava a sensação, para quem estava do outro lado da tela, que o áudio havia perdido a sincronização com o vídeo (sic).

No geral, os candidatos atuaram como no início de uma final de copa mundo, onde os jogadoras tocam a bola de lado enquanto estudam um meio de surpreender o adversário sem correr o risco de levar um gol nos primeiros minutos da contenda.   

crédito: Band


2  O que pensam os candidatos à Presidência da República sobre a privatização da Petrobras.

3  Em boa parte essa é a lógica eleitoral que mantém a alternância PT / PSDB na Presidência da República desde 1995. O mecanismo é feito para que o resultado seja exatamente esse. Tudo bem para quem acha que o modelo esquerdista não está esgotado e só precisa de ajustes 🙄


4  O brasileiro trabalha 153 dias por ano para pagar impostos, segundo o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT). O último cálculo é de 2017. Em 2010 correspondia a 145 dias. E você, já sabe quais são os planos de seu candidato para redução da carga tributária?

5   63.680 pessoas morreram de forma violenta em 2017, segundo a Folha. Houve um avanço de 2,9% em relação à 2016 passando a 30,8 por 100 mil habitantes. O maior da série histórica iniciada em 2013. Alckmin e Bolsonaro são percebidos como os candidatos mais capazes de reverter esses números.

6   Proposta que prevê reajuste de 16,38% para os magistrados foi aprovada por 7 votos a 4 nesta quarta-feira (8/8) pelo STF. O projeto PLC 27/2016 já aprovado na Câmara está parado no Senado. O efeito cascata elevará salários de parlamentares, ministros do TCU, MP e outros, impactando as contas públicas em pelo menos R$ 720 milhões. Em defesa da categoria, a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) já afirmava em ago/17 que a perda salarial acumulada da carreira era superior a 40%. "A magistratura sofre um congelamento de sues vencimentos desde 2015".

Aeronáutica e espaço





São Paulo, 10 de agosto de 2018