Skip to main content

#157 - Sonda da NASA posta a caminho do Sol

Boa segunda-feira galera. Após um adiamento por problemas técnicos no dia anterior a Parker Solar Probe foi lançada ao espaço na madrugada deste domingo (12). A sonda irá usar a gravidade de Vênus para ajustar a sua rota rumo à sua primeira órbita próxima do Sol no início de novembro. Serão no total 25 órbitas em formato de pétala entre o final de 2018 e meados de 2025 quando a missão se encerrará com o fim do combustível.

crédito: NASA


De acordo com o site oficial da missão:
A missão terá como objetivos principais: 1) traçar o fluxo de energia e entender o calor na corona solar; 2) explorar os mecanismos que provocam a aceleração das partículas energéticas que formam o  vento solar, provendo dados estatísticos acerca da coroa externa do Sol; 3) determinar a estrutura e a dinâmica do plasma e dos campos magnéticos junto às fontes do vento solar.
No ponto de maior aproximação do Sol, a parte frontal da sonda estará exposta à 1.400 graus Celsius enquanto o módulo eletrônico estará experimentando a temperatura ambiente de uma sala aqui na Terra.
Trajetória: a sonda irá usar 7 sobrevoos no planeta Venus, ao longo de quase sete anos, para gradualmente encurtar a órbita em volta do Sol. Em dezembro de 2024 a Parker estará então a 5,9 milhões de quilômetros, já na órbita de Mercúrio e quase 8 vezes mais próxima do que qualquer outra espaçonave já tenha chegado antes.

Economia e política

2   O Novo presidente da Colômbia, Ivan Duque, anunciou nesta sexta-feira (10/8) que deixará a Unasul. A entidade se transformou em "cúmplice da ditadura venezuelana. É uma decisão politica irreversível" disse. Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Peru e Paraguai, já haviam suspendido a sua participação na entidade em abril de 2018.

Carros autônomos, elétricos e de competição

3   Os planos de Elon Musk para tornar a Tesla um empresa privada são parte de uma onda crescente que vem se formando no Silicon Valley. "Am considering taking Tesla private at $420. Funding secured", disse Musk pelo Twitter nesta terça-feira (7/8).  

Almost all the rising Silicon Valley startups Cohn (co-founder of Scenic Advisement, which brokers private deals for Silicon Valley startups.) spoke to four years ago planned to go public in the foreseeable future. Now only half are seriously considering it. “We see little value for companies today to go public where as decade ago it made a lot of a sense,” he said. 
The real argument, it seems, is Silicon Valley’s belief that the most radical innovation can’t happen in the glare of the public eye. That’s right in line with venture capitalists who see Musk as the right kind of crazy. But the Silicon Valley CEO has found the transparency and accountability from its public listing, along with the criticism from investors, analysts, and reporters, is no longer worth the price. He’s had enough and he’s prepared the break some furniture on his way out. 

Empresas da economia digital 

4   A emergência das discussões nas redes sociais acerca da moderação de conteúdo, cujos desdobramentos têm levado à punição com suspensão do perfil de usuários populares, criou a demanda por um novo tipo de trabalhador: o "policial de conteúdo" (police cop).

This isn't a job Silicon Valley wants — these companies have long argued the value of freewheeling, unsupervised, boundary-stretching online discourse. But it's the new normal in a media world where power to publish and unpublish now sits with a few companies that aren't prepared for that role.
Users expect Facebook and the other platforms to wear many new hats:
  • generals in a war on fake news,
  • judges in cases of inflammatory speech,
  • regulators of potentially harmful information and disinformation,
  • and peacekeepers at the ragged edges of social and political norms



São Paulo, 13 de agosto de 2018