Skip to main content

#162- Viés esquerdista do Twitter não afeta o olhar sobre o conteúdo

Boa segunda-feira galera. Jack Dorsey, CEO do Twitter, nega que a empresa esteja praticando discriminação contra usuários de visão conservadora numa entrevista à CNN na semana passada.
Are we doing something according to political ideology or viewpoints? We are not... We do not look at content with regards to political viewpoint or ideology. We look at behavior... I think we need to constantly show that we are not adding our own bias, which I fully admit is left, is more left-leaning.

A pressão sobre Dorsey aumentou após o mais recente episódio de punição às contas do conspiracionista Alex Jones.

EP #159 (15/8):
Acabou nesta terça-feira (14/8) a tolerância do Twitter com o conteúdo conspiracionista publicado por Alex Jones. Após uma semana sob pressão, Jack Dorsey, CEO, decidiu finalmente suspender a conta pessoal do ativista. A publicação de um vídeo onde Alex Jones pede aos seus partidários que mantenham os seus rifles prontos para a luta foi o motivo alegado pelo Twitter para a suspensão. 

No mesmo dia, Donald Trump reafirmava a sua posição contra a censura sem, no entanto, deixar passar a oportunidade de atacar a CNN e a MSNBC que considera fazerem parte da chamada mídia "fake news".


Trump também repete a narrativa usada por ativistas tupiniquins nas mídias sociais afirmando: "closing down the opinions of many people on the 'right', while at the same time doing nothing to others".


crédito: The Forward


2   Os MacBooks Pro 13" da Apple obtiveram o certificado de homologação da ANATEL para que sejam comercializados no Brasil. Segundo reportagem deste domingo da MacMagazine os modelos de 15" também serão liberados em breve. Os preços começam em R$16.199 e vão até R$24.599 dependendo da configuração. Vejam os detalhes no site da publicação.
  

Economia e política

3   Cerca de 1.200 venezuelanos deixaram o Brasil neste fim de semana após seus acampamentos terem sido atacados por moradores da cidade de Pacaraima em Roraima. As tensões eclodiram após um comerciante brasileiro ter sido assaltado e espancado por venezuelanos, segundo a população local. Diariamente centenas de pessoas atravessam a fronteira para o lado brasileiro em busca de alimentos e trabalho retornando à noite. O governo irá enviar 60 homens da Força Nacional para conter a crise na região. Outros 60 devem chegar ao local durante a semana. Em uma live deste domingo a jornalista Joice Hasselmann responsabiliza o governo Temer pelo "clima de guerra no Brasil".

   

4   O ministro do STF Marco Aurélio não vai para a Segunda Turma anunciou O Antagonista.

A articulação interna no STF para que Marco Aurélio Mello trocasse de lugar com Dias Toffoli na Segunda Turma naufragou, publica a Veja. A ideia era que com a posse de Toffoli na Presidência do Supremo, Cármen Lúcia fosse deslocada para a Primeira Turma, garantindo a maioria dos “ministros anti-Lava Jato” na Segundona.

Eleições 2018

5   O PSDB pode perder 36% do tempo de TV por conta de uma contestação feita pelo MDB no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

A justificativa do MDB é de que os partidos (DEM, PP, PRB, PR, PTB e Solidariedade) registraram em convenção apenas o apoio ao nome de Alckmin e não formalizaram o desejo de se coligar com as outras legendas que o apoiam. A aliança com o tucano deveria constar expressamente da ata o nome dos partidos coligados, a fim de que se permita aferir objetivamente a confluência das deliberações partidárias.  Dessa forma, só dois partidos cumpriram a exigência: PPS e PSD.
6   O desequilíbrio das contas públicas pode ser equacionado em poucos anos, mas depende da manutenção de decisões acertadas tomadas no governo Temer. A aprovação da Lei do Teto de Gastos em 2016 foi uma delas. Vejam os partidos que apoiaram a aprovação das medidas e, em outubro, rejeitem aqueles que apostam no caos.

crédito: Nexo Jornal

Carros autônomos, elétricos e de competição

7   O túnel de testes daquela que pode se tornar a primeira linha subterrânea de transporte projetada por Elon Musk se encontra atualmente em construção. A The Boring Company obteve uma permissão da cidade de Los Angeles para escavar um túnel de 2,7 milhas capaz de suportar o trânsito de veículos (tecnicamente "pods") a 10 metros abaixo da superfície, em velocidades de até 170 milhas/hora e com tíquetes custando $1 USD. Outros 3 túneis estão previstos para Chicago, Washington DC e Nova Iorque.

Além desses, a The Boring Company também propõe um "loop" de 35 milhas ligando Washington DC à Baltimore. A rota, que poderia se estender até Nova Iorque está projetada de tal modo que possa um dia receber um upgrade e se tornar um hyperloop (sistema selado de vácuo) para um veículo que se desloca por levitação magnética em velocidades de até 700 milhas/hora.


Elon Musk solta vídeo com a simulação do sistema de acesso aos tuneis de transporte da The Boring Company. O plano de Musk é priorizar pedestres e ciclistas ao invés de carros:
Na versão original divulgada em abril do ano passado, a ideia básica era transportar veículos sobre plataformas [tipo skates] para fora da cidade através dos túneis. Musk parece ter colocado os pés no chão após a mais recente maratona de lançamentos da SpaceX.
'Will still transport cars, but only after all personalized mass transit needs are met. It’s a matter of courtesy & fairness. If someone can’t afford a car, they should go first.'
crédito: Boring Company



São Paulo, 20 de agosto de 2018