Skip to main content

#184 - Alemanha inicia operação com trens movidos a hidrogênio

Boa quarta-feira galera. A iniciativa de utilizar trens movidos a hidrogênio é parte de um projeto de substituição das velhas locomotivas movidas a diesel que rodam por todo o país. Os novos trens, fabricados pela francesa Alstom, começaram a circular nesta segunda-feira (17/9) em Bremevörde no norte da Alemanha. Duas locomotivas Coradia iLing irão operar no lugar dos trens a diesel numa rota de 100 quilômetros que liga as cidades de Cuxhaven e Buxtehude. Outras 14 devem entrar em operação no estado até o ano de 2021.



Os novos trens carregam um tanque de hidrogênio e células de combustível no teto das locomotivas e produzem eletricidade combinando hidrogênio e oxigênio. O excesso de energia é armazenado em baterias de ion lithium. Esses trens têm autonomia de 1.000 km e podem rodar em velocidades de até 140 km/hora, de modo similar aos atuais movidos a diesel.

Aeronáutica e espaço

2  Seguindo os passos da sonda Chandrayaan-1, a Indian Space Research Organization (ISRO) se prepara para movimentos mais audaciosos na pesquisa lunar. Em janeiro/19, os indianos irão enviar um hover (Chandrayaan-2) ao polo sul da Lua visando endereçar questões ligadas à topografia, depósitos polares voláteis, mineralogia, abundância elemental e exosfera.   

The lander, recently named Vikram after Indian space pioneer Vikram Sarabhai, carries a variety of resourceful instruments.
  • The seismometer will record moonquakes near the landing site and might offer clues about the lunar core if big enough quakes happen while it is measuring. 
  • A thermal probe will make the first-ever measurements of the vertical temperature and thermal conductivity profile in the lunar soil (up to a depth of 100 millimeters, or 4 inches) near the polar region.
  • The Langmuir probe will study near-surface plasma density variations to understand the Moon’s thin atmosphere. 
  • To study how lunar tides affect Earth’s ionosphere, a radio-occultation experiment will measure its total electron content. Measuring the major surface constituent elements at different locations on the Moon is very important, as it could constrain various theoretical models of the Moon’s origin. 
  • The rover will attempt this by carrying two instruments for quantitative elemental analysis: an Alpha Particle X-ray Spectrometer and Laser Induced Breakdown Spectroscope.
3  Se depender de Hollywood a humanidade estará preparada em pouco tempo para viver as aventuras e os dramas da colonização de Marte. "The First", que estreou nesta sexta-feira (14/9), conta a estória de uma tripulação de astronautas que tentam se tornar os primeiros humanos em Marte. 

Hulu (press):
Sean Penn leads an ensemble cast in this near-future drama about a crew of astronauts attempting to become the first humans on Mars. Under the direction of visionary aerospace magnate Laz Ingram (Natascha McElhone), the crew contends with peril and personal sacrifice as they undertake the greatest pioneering feat in human history.


The First é um drama que se passa na década de 2030 e se baseia em ciência real. Para isso, a produção da série contratou a consultoria do Dr. Charles Elachi, ex-diretor do JPL da NASA, mas o foco principal da séria não é o lançamento de foguetes ou ação espacial. The first é um drama tenso que trata das questões interpessoais dos bastidores da exploração espacial pouco exploradas em filmes desta natureza.

Sophie Gilbert (The Atlantic):
The show is called The First for a reason—it’s interested primarily with what compels people to make history, even when the cost is everything else you care about. It’s a valid question to consider, but it’s also what positions The First somewhat awkwardly between a theatrical work of realism and a futuristic sci-fi fantasy. It’s a space story that’s much more interested in the intimate personal wranglings happening at ground level.

A série é assinada por Beau Willimon, o mesmo produtor de House of Cards. Todos os episódios da primeira temporada já estão disponíveis para os assinantes da Hulu.

Fãs de sci-fi tradicional podem se frustrar.

4  A Blue Origin ajustou o cronograma de lançamentos que prevê o envio de tripulantes na sua capsula New Sheppard, segundo Jeff Foust (Space News):

EX #140 (19/7):
A Blue Origin realizou com sucesso nesta quarta-feira (18/7) o nono teste com o seu veículo espacial sub-orbital New Shepard. O lançamento estava previsto para as 10 a.m EDT mas atrasou 1 h por razões não divulgadas. De acordo com a declaração oficial da empresa no dia anterior: " On Mission 9, were firing the crew capsule escape motor at the highest altitude ever. We are stressing the rocket to test that astronauts can get away from an anomaly at any time during flight."




São Paulo, 18 de setembro de 2018