Skip to main content

#186 - Estamos vivendo um novo capítulo geológico na história do planeta

Boa sexta-feira galera. Bem vindo a Era Meghalayan. Um capítulo da história da Terra que na verdade começou há 4.200 anos atrás. Os geólogos, como sabemos, costumam dividir a existência do planeta em fatias e dentro delas outras divisões chamadas de eras. Atualmente vivemos no Holoceno, que reflete tudo o que vem acontecendo nos últimos 11.700 anos. A União Internacional de Ciências Geológicas publicou no último dia 10/9 uma atualização do quadro cronoestratigráfico mostrando as novas subdivisões do Holoceno.

De acordo com os pesquisadores, há 4.200 anos atrás uma mega-seca global levou diversas sociedades antigas à fome e ao colapso. O artigo Bang or whimper?, publicado pela revista Science nesta sexta (19/9), discute as mais recentes descobertas acerca do tema.

Empresas da economia digital

2  A Huawei anunciou essa semana que o seu primeiro smartphone dobrável será também o seu primeiro aparelho 5G. Em meio a uma disputa com a Samsung, a empresa chinesa quer se antecipar aos planos da Sammy que ainda vai apresentar os detalhes do seu aparelho dobrável na conferência para desenvolvedores em novembro. Iniciar a disponibilização da 5G com smartphones maiores faz bastante sentido, considerando que esse novo rádio irá consumir mais energia e portanto baterias maiores. Surpreende, no entanto, tal deficiência no consumo de energia, uma vez que a expectativa em relação à 5G era que ocorresse exatamente o contrário. Entenda o que acontece:

Chirs Smith (BGR):
Digitimes does list a few problems that need addressing before smartphone makers can equip their devices with 5G modems, and they have nothing to do with actual 5G support from carriers. We’re looking at antenna designs and power consumption: "Since 5G smartphones are to support millimeter wave (mmWave) transmission, which is subject to the limits of its shorter wavelength and its signals are susceptible to the influence of obstacles, 5G smartphones need to configure four to eight antenna arrays to enhance their reception capabilities, making the overall size and power consumption the new technology barriers for the production of 5G smartphones". 
crédito: BGR / Huawei

EP #117 (18/6):
A Samsung deve lançar em 2019 um smartphone dobrável como prevíamos há anos. Espera-se um aparelho com inovações a altura de uma "versão 10", assim como fez a Apple ao criar o iPhone X. O Galaxy X, se assim for chamado, terá um par de telas Super AMOLED que irão parecer uma só quando alinhadas. Outra novidade seria a incorporação do sensor de fingerprint sob a tela, dando fim a péssima ideia do leitor instalado na traseira do aparelho. Tamanha inovação, contudo, não virá sem uma contrapartida no preço. O novo brinquedo da Sammy pode custar a bagatela de US$2,000 nos EUA! Aí, pelo menos no Brasil, não vai rolar!


Aeronáutica e espaço

3  O recente fechamento de um observatório astronômico no Novo México, EUA, se deveu a uma investigação por parte do FBI, referente ao acesso de pornografia infantil a partir daquele local. O Sunspot Solar Observatory ficou fechado por 11 dias (6 a 16) no início de setembro para acomodar uma investigação do FBI. O Wi-fi do observatório estava sendo usado para acessar pornografia infantil, segundo documentos da Justiça obtidos pela Reuters. As notícias veiculadas originalmente davam conta de uma "questão de segurança" que até agora se manteve misteriosa. Nem precisa dizer que a comunidade digital deu tratos à bola e sugeriu todo tipo de teorias da conspirações incluindo atividade alienígena como responsável pelo fechamento do observatório (sic). Segundo informações do FBI para a Reuters os suspeitos ainda não foram presos e o caso continua sob investigação. 



São Paulo, 21 de setembro de 2018