Pular para o conteúdo principal

#292 - Acordo espacial: Japão e Índia na trilha das grandes potências

Japão e Índia reconhecem, através de acordo, a importância estratégica da monitoração conjunta nas áreas espacial e oceânica. Trata-se, em parte, de não perder de vista os avanços dos EUA, da China e da Rússia nessa área, reforçando as capacidades individuais de defesa dos dois países. O Japão já colabora com a Índia na exploração da zona polar lunar.

Ahmed Sherrif (The Better India, jan/18):
India and Japan, the two leading economic powers of Asia, are teaming up for a mission to the moon to explore its polar regions for water and to counter China’s prowess in space exploration. The mission thus highlights the rising importance of Asia in space, and the geopolitical reaction in the region to China’s rise.
Japan will most probably provide the launch vehicle for the planned mission, as its H2-B rocket can carry several hundred kilograms, as opposed to India’s largest rocket which has the capacity to carry only 50kg–70kg.
H-II series. Crédito: Wikipedia

O Japan-India Space Dialogue foi assinado pelos primeiros-ministros Shinzo Abe e Narendra Modi em outubro último, com a primeira reunião agendada para março de 2019.

De início, irão tratar do compartilhamento de informações de satélite e radar, assim como da infraestrutura de terra envolvida. A discussão de como rastrear detritos espaciais também será parte da agenda entre os dois países.

A Índia espera que as informações fornecidas pela Agência Espacial Japonesa (JAXA) os ajude a vigiar as tropas chinesas ao longo da sua fronteira norte.

Em contra-partida os japoneses terão informações que permitam rastrear embarcações chinesas nos mares do sul e leste da China, bem como detectar sinais de atividade de mísseis da Coreia do Norte.



São Paulo, 9 de dezembro de 2018