Skip to main content

#317 - Sonda Chang'e-4 pousa na Lua com experimentos biológicos

O feito histórico da Chang'e-4 foi confirmado pela agência espacial chinesa nesta quarta-feira (2/2). A sonda leva a bordo um rover (Yutu-2) com diversos equipamentos de análise, câmeras e uma pequena biosfera com experimentos criados por 28 universidades chinesas.


A biofera contém Arabidopsis* e sementes de batata juntamente com casulos de bicho-da-seda projetados e desenvolvidos em colaboração com a academia. O experimento será um teste pioneiro de fotossíntese e respiração no ambiente lunar no interior de um recipiente com 0,8 litros de capacidade e 3 kg de peso.

Universidade de Chonqqing / Huffington Post

* A Arabidopsis thaliana é uma pequena planta herbácea, nativa da Europa, Ásia e África (Noroeste), da família das Brassicaceae, que inclui espécies mais conhecidas como a couve e a mostarda. Qual é a importância da Arabidopsis thaliana? Embora a Arabidopsis thaliana não apresente grande utilidade agronômica, oferece diversas vantagens nos estudos de investigação em genética e biologia molecular. (Ciência Viva).

Andrew Jones (Space News):
Anna-Lisa Paul, space biologist and research at University of Florida-Gainesville, told SpaceNews that the experiment will be unique, despite awealth of experiments that have grown plants and invertebrates in habitats on the Space Shuttle, the International Space Station, MIR, Skylab and others.
“We already know that plants, including Arabidopsis and potato, and silkworms do just fine in the microgravity of the spaceflight environments, so a climate-controlled biosphere on the surface of the moon will probably be reasonably benign, yet it is huge from the perspective that it has not been done.”

EP #316 (2/2):
A agência espacial chinesa, CNSA, espera realizar o pouso nas próximas 24 horas a contar da manhã desta quarta-feira (2/1). Será histórico porque nenhum governo ou empresa realizou tal feito no "far side" de nosso satélite natural.



São Paulo, 3 de janeiro de 2019