Pular para o conteúdo principal

#344 - Espionagem compromete venda de F-35 para Taiwan

A força aérea de Taiwan irá abandonar sua campanha de aquisição de caças F-35 Lightning e, em vez disso, retomará um pedido original para fornecimento de caças F-16 dos EUA. Washington teme os níveis crescentes de espionagem que campeiam pela ilha.

China e Taiwan. Crédito: Google

A encomenda envolve 66 caças F-16V Block 70 com 6 adicionais para substituir os F16A/B Block 20 (adquiridos na década de 1990), totalizando 72 aeronaves. Trata-se da renovação de um esforço iniciado durante o governo Obama, abandonado por pressão chinesa à época, pressão essa que envolvia até ameaças de invasão da ilha por parte de Pequim.


Wendell Minnick (National Interest):
The new campaign will also request co-production and performance-based logistics (PBL) as part of the overall package.
PBL would improve combat effectiveness by 80 percent, say Taiwan defense industry sources. One source said PBL was a “critical part of the package…we must have it.”

EP #334 (16/1):
Em meio a crescentes tensões com Beijing, Washington ressalta preocupações acerca do crescimento do poder militar chinês e de um eventual ataque contra Taiwan.
Tais preocupações estão refletidas em uma nova avaliação divulgada nesta terça-feira (15/1) pelo Defense Intelligence Agency dos EUA. 
À medida que a China atualiza seus equipamentos militares e a sua tecnologia, e desenvolve novos métodos de treinamento de suas tropas, o país se torna mais confiante em sua capacidade de travar um conflito regional, disse uma alta autoridade de inteligência dos EUA em uma conferência de imprensa.
E os líderes de Pequim deixam claro que reafirmar a soberania sobre Taiwan é a sua principal prioridade.




 São Paulo, 20 de janeiro de 2019

Assine o Feed        Apoie o Ex Post no Apoia.se