Pular para o conteúdo principal

#350 - Backfire: Rússia prepara upgrade do bombardeiro Tu-22M. O que esperar dele?

O Tupolev Tu-22M é considerado um dos melhores do mundo. Não são muitos, por certo, porém ele estaria entre os top 6 bombardeiros do momento ao lado dos famosos: B-2 Spirit, Tu-160,B-1B Lancer, B-52 Sratatofortress e Tupolev Tu-95. Confiram.


O Tu-22M3M será um bombardeiro de médio alcance na faixa de 1.850 milhas (autonomia de 3.700 milhas sem reabastecimento), o que permitirá aos Backfires atualizados atingir alvos no meio do Atlântico.

Os Backfires já foram considerados sérias ameaças aos porta-aviões da U.S. Navy no passado, diz o analista Mark Schneider. Veja o que ele diz sobre as melhorias que irão entrar em serviço a partir de 2021:

David Axe (National Interest):
During the Cold War, the Soviet missile-armed Backfire bomber represented one of the most serious threats to U.S. Navy carrier strike groups. The recently improved Russian version of the Backfire, the Tu-22M3M, represents enhanced capability in virtually every area except stealth.
The Backfire weapon upgrade is quite impressive, enhancing the bomber’s capabilities against both land targets and surface ships.
In addition to the new land-attack missiles (the Kh-101 and Kh-555), there reportedly will be at least two long-range ultrahigh-speed dual-capable (nuclear and conventional) missiles with land-attack and anti-ship capability."

 Para Schneider, a introdução dos referidos mísseis de longo alcance, velocidade ultra-rápida e capacidades nuclear e convencional, é um fator "importante" a ser considerado, porque o "Departamento de Defesa (DoD) dos EUA não têm defesa contra mísseis hipersônicos".

Apesar disso, explica Axe, os Blackfires continuam limitados pelo seu alcance principalmente pelo fato de que a Rússia dispõe de poucas aeronaves de reabastecimento se comparado com a frota dos EUA.
But the U.S. military operates more than 500 aerial tankers. The Russian military possesses just 18 Il-78 tankers. A single major Backfire raid over long distance easily could require the Kremlin's entire tanker fleet.  

Tupolev Tu-22M. Crédito: National Interest




São Paulo, 24 de janeiro de 2019

Assine o Feed        Apoie o Ex Post no Apoia.se