Pular para o conteúdo principal

#356 - Russia libera vídeo do horrível acidente com o bombardeiro Backfire

O Tu-22M3 da Força Aérea russa tentava voltar à base em condições de mau tempo nesta terça (22/1) quando explodiu durante a tentativa de pouso. Três dos quatro tripulantes morreram no local do acidente.

O vídeo mostra o Backfire em rápida aproximação, o choque com a pista e o colapso da fuselagem que se parte ao meio. Vejam as impressionantes imagens:


David Cenciotti (The Aviationist):
This was the third Tu-22 Backfire lost in the last 3 years: on Jun. 16, 2016, a Tu-22M3 was heavily damaged in a runway overrun incident at Ostrov.
A similar incident occurred on Sept. 15, 2017 when a Tu-22 involved in Zapad 2017 exercise rolled off the runway at Shaikavka.

EP#350 (24/1/):
O Tupolev Tu-22M é considerado um dos melhores do mundo. Não são muitos, por certo, porém ele estaria entre os top 6 bombardeiros do momento ao lado dos famosos: B-2 Spirit, Tu-160,B-1B Lancer, B-52 Sratatofortress e Tupolev Tu-95. 
O Tu-22M3M - a próxima versão ainda em desenvolvimento - será um bombardeiro de médio alcance na faixa de 1.850 milhas (autonomia de 3.700 milhas sem reabastecimento), o que permitirá aos Backfires atualizados atingir alvos no meio do Atlântico.
Os Backfires já foram considerados sérias ameaças aos porta-aviões da U.S. Navy no passado, diz o analista Mark Schneider.
Veja o que ele diz sobre as melhorias que irão entrar em serviço a partir de 2021, segundo Dave Axe (National Interest):
"During the Cold War, the Soviet missile-armed Backfire bomber represented one of the most serious threats to U.S. Navy carrier strike groups. The recently improved Russian version of the Backfire, the Tu-22M3M, represents enhanced capability in virtually every area except stealth".

Tu-22M. Crédito: National Interest




São Paulo, 24 de janeiro de 2019

Assine o Feed        Apoie o Ex Post no Apoia.se