Pular para o conteúdo principal

#371 - Sonda da ESA explora sistema binário de asteroides visando proteger a Terra

A missão Hera da Agência Espacial Européia (ESA) será pioneira ao explorar um sistema binário de asteroides quando alcançar o par de objetos batizado de Didymos em 2026.

A escolha de Didymos, e mais especificamente o seu pequeno parceiro Didymoon, se deve ao experimento pioneiro que a sonda DART da NASA pretende realizar em 2022. A ideia da NASA é lançar DART contra Didymoon numa tentativa de mudar a órbita do seu irmão maior. Acompanhem a missão em detalhes:


Quatro anos depois, a missão Hera alcançará o sistema para realizar estudos em Didymos e coletar informações que não podem ser obtidas em observações a partir da Terra, incluindo a sua massa, as propriedades de sua superfície e o formato da cratera criada pela sonda DART em 2022.

ESA:
Didymos itself is just 780 m across – smaller than any asteroid visited by a probe other than the 350-m diameter Itokawa rubble pile visited by Japan’s first Hayabusa spacecraft and the 500 m-diameter Bennu, around which NASA’s Osiris-REx mission is currently in orbit.
That leaves Didymos’s orbiting moonlet ‘Didymoon’ as the smallest of all asteroids scheduled for robotic inspection, at just 160 m across.
Michael Küppers (project scientist): This will give us a good estimate of the impact’s momentum transfer, and hence its efficiency as a deflection technique. These are fundamental parameters to enable the validation of numerical impact models necessary to design future deflection missions.
We will better understand whether this technique can be used even for larger asteroids, giving us certainty we could protect our home planet if needed.

Missão HERA. Crédito: ESA


São Paulo, 5 de fevereiro de 2019

Assine o Feed        Apoie o Ex Post no Apoia.se