Pular para o conteúdo principal

#372 - Caça F-15X da Boeing chega com custo/benefício e utilidade questionados

Após quase cinco anos, Boeing e Força Aérea dos EUA (USAF) anunciam a conclusão dos testes com o caça F-15X. A expectativa é que essas aeronaves já apareçam no orçamento de compras do Pentágono para 2020 a ser divulgado nos próximos dias, segundo a Bloomberg.

Os F-15X não são uma solução de baixo custo se comparados ao caça do momento, o F-35 Lightining II da Lockheed Martin.

John A. Tirpak (Air Force Magazine):
The F-15X proposal, according to industry officials, posits a buy of 12 F-15Xs at a cost of $1.2 billion, or roughly $100 million per airplane, versus an F-35, which costs about $83 million a copy for the Air Force version, the F-35A.

Até 2018, a Força Aérea dos EUA mantinha algo como 235 caças F-15 em suas diversas versões. Embora tenham começado a operar lá em 1976, e agora em serviço por mais de 40 anos, o F-15 continua sendo uma aeronave formidável. Trata-se de um caça de superioridade aérea, projetado para ganhar e manter a supremacia no palco das operações.

Uma das razões para compra dos novos F-15X seria começar a substituir as variantes do F-15C operados pela Guarda Nacional dos EUA...

Fighter Jets World:
...which have become too expensive to overhaul, one of the people said. Production of the C variants ended in the 1980, said Richard Aboulafia, an expert on military aircraft and vice president of the Teal Group, a consulting firm.

Optar por esses novos aparelhos, no entanto, não soa bem entre os apoiadores dos F-35 dentro do Pentágono e do Congresso, uma vez que estariam competindo por financiamento com o caça da Loockheed Martin. A questão financeira, todavia, não é o único obstáculo a ser superado pela Boeing. 

Para David Majumdar (TNI), "a Força Aérea nunca comprará o F-15X. Ele é inútil dentro do espaço aéreo pesadamente defendido, se nós estivermos lidando com qualquer tipo de força militar", reporta Sebastien Roblin em seu artigo para o TNI em dezembro último.

F-15X. Crédito: Boeing

O F-15X vem com dois hardpoints adicionais sob as asas em relação aos F-15, aumentando o número deles de 9 para 11.

Military Today:
This upgraded warplane can carry more missiles. There are new quad hardpoints on each wing for AIM-120 AMRAAM medium-range air-to-air missiles.
So for a typical escort mission the Advanced Eagle can carry up to 16 of these air-to-air missiles, as well as four AIM-9X Sidewinder short-range air-to-air missiles and two AFM-88 HARM anti-radiation missiles.
Interestingly the F-22 Raptor can carry only up to 6 AMRAAMs in its internal weapon bay. The F-35 Lightning II can carry up to 4 of these missiles internally.




São Paulo, 6 de fevereiro de 2019

Assine o Feed        Apoie o Ex Post no Apoia.se