Pular para o conteúdo principal

#375 - Caças Gripen da FAB entram no 2o estágio de montagem final

O segundo estágio prevê a instalação dos aviônicos, unidade de energia auxiliar (APU), radar, motor, canards, canopy e para-brisa, segundo informou o porta-voz da fabricante, SAAB. O primeiro dos 36 Gripen NG comprados pelo Brasil deve ficar pronto ainda no primeiro semestre de 2019.

Os 8 primeiros caças estão sendo montados na fabrica da Saab em Linköping, Suécia, com a participação de engenheiros e técnicos brasileiros.

Pat Host (Jane's Defense)
Conal Walker, Saab spokesperson, said on 31 January that there are three stages in final assembly. Stage 1 is where the majority of all installations, such as cables and pipes, are made.

O Gripen E da FAB, atualmente na linha de montagem, tem previsão de voo para o próximo mês de julho. Já as primeiras aeronaves de série, devem começar a ser entregues no último trimestre de 2021. 

Em junho de 2020 a Embraer inicia a produção no Brasil com a montagem dos caças bipostos.

SAAB (maio/18):
"Foi dado o início da montagem estrutural da fábrica. Já estamos implementando o escritório, contratando pessoas e fornecedores.
Até 2020 toda a estrutura fabril estará montada para dar início às operações de fabricação dos componentes do Gripen" explica Marcelo Lima, diretor-geral da SAM.
A SAM será responsável por produzir seis segmentos para os caças Gripen adquiridos pela Força Aérea Brasileira (FAB) como o cone de cauda, os freios aerodinâmicos, o caixão das asas, a fuselagem traseira e a fuselagem dianteira para a versão monoposto (um assento) e a versão biposto (dois assentos).

Gripen E. Crédito: Cision News

#285 (4/12):
Dezesseis pilotos de caça, quatro controladores de voo e outros militares da FAB participaram de treinamentos no Centro de Simulação de Combate da Força Aérea Sueca (FLSC) em Estocolmo.
Os 36 Gripen NG encomendados pela FAB pelo valor de $4,5 bi USD estão em fase de produção e com entrega inicial prevista para 2021.
Mais do que uma aquisição de aeronaves - O acordo é de um intercâmbio de experiências entre Brasil e Suécia com transferência de tecnologia e conhecimento incluindo: integração de hardware, aviônica e o código-fonte do software utilizado no Gripen.
O contrato foi assinado em agosto de 2015 e prevê a fabricação no Brasil de 15 dos 36 caças adquiridos. Oito deles (modelo F) serão unidades de dois lugares desenvolvidos em parceria com a Embraer, segundo o Ministério da Defesa.



São Paulo, 9 de fevereiro de 2019

Assine o Feed        Apoie o Ex Post no Apoia.se