Pular para o conteúdo principal

#388 - Hipersônicos: FAB completa nova etapa do motor SCRamjet 14-X S

A entrega da documentação do Projeto Detalhado do Demonstrador Tecnológico SCRamjet 14-X S pela empresa Orbital dá por completa a última fase contratual do projeto que visa o desenvolvimento de um motor hipersônico aspirado.

Motores hipersônicos são capazes de fazer veículos voarem a mais de 6.000 km/h,  utilizando o próprio oxigênio atmosférico para a queima de combustível.

Israel Rêgo, gerente do projeto (FAB):
Finalmente estamos a ponto de dizer que alcançamos o estado esperado, como projetado, de todos os subsistemas do demonstrador Scramjet 14-X S, os quais ainda vão ser revisados, a fim de que então possamos iniciar a fabricação, qualificação e integração, o que ocorrerá ainda neste ano de 2019. 

Estudos recentes do governo dos EUA revelam os crescente esforços por parte da Rússia e da China no sentido de produzir armas hipersônicas com capacidade de derrotar os sistemas antimísseis americanos e de seus aliados.

Os americanos desenvolvem esse tipo de tecnologia há anos, a exemplo do projeto X 51 da Boeing:

Boeing X 51. Credito: Business Insider

EP #343 (19/1):
Tais armas não são apenas hiper-rápidas (Mach 5 e além), mas também são capazes de viajar a grande altitude e serem manobráveis. A expectativa é que elas se tornem operacionais nos próximos 10 anos.
Anúncios feitos pelo presidente Vladimir Putin em 2018, demonstram o progresso alcançado pela Rússia com o seu míssil Avangard.
O Avangard é lançado por um RS-28 Sarmat (ICBM) [aka Satã 2] de combustível líquido capaz de transportar de 10 a 15 ogivas termonucleares com poder de destruição estimado em 3 megatons cada. Possui peso total de 100 ton. com capacidade de carga entre 4-10 ton. e velocidade de voo de 25.200 km/h (Wikipedia).
EP #311 (27/12): Testes recentes do míssil estratégico Avangard (a.k.a Objekt 4202) comprovam o progresso das armas hipersônicas desenvolvidas pela Rússia. A confirmação foi feita pelo presidente Vladimir Putin nesta quarta-feira (26/12), segundo a principal agência de notícias do país.
A nova arma, também classificada como um planador (glider), é capaz de realizar voos intercontinentais e alcançar velocidades da ordem de Mach 20, segundo declaração de Putin em um discurso feito no dia 1o de março para o parlamento russo.


São Paulo, 25 de fevereiro de 2019

Assine o Feed        Apoie o Ex Post no Apoia.se