Pular para o conteúdo principal

Caça F-35C da Navy alcança IOC e está pronto para combater

A variante F-35C acaba de ser atestada com Capacidade Operacional Inicial (IOC) pela Marinha dos EUA. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (28/2) logo após o primeiro esquadrão composto por F-35Cs Lightining II do Strike Fighter Squadron VFA-47 ter completado sua qualificação para operar em porta-aviões.

O feito foi alcançado a abordo do USS Carl Vinson onde a VFA-147 também obteve a certificação Safe-For-Flight Operations (SFFOC) em F-35C. O SFFOC foi passo final do esquadrão VFA-147 na transição do F/A-18E Super Hornet para os F-35C Lightning II.

F-35C. Crédito: US Navy

O F-35C é a última variante do U.S. Joint Strike Fighter a declarar IOC, seguindo os F-35A da Força Aérea e os F-35B operados pelos Marines (USMC).

(Navy.mil):
In order to declare IOC, the first operational squadron must be properly manned, trained and equipped to conduct assigned missions in support of fleet operations.
This includes having 10 Block 3F, F-35C aircraft, requisite spare parts, support equipment, tools, technical publications, training programs and a functional Autonomic Logistic Information System (ALIS).
"The F-35C is ready for operations, ready for combat and ready to win", said Commander Naval Air Forces, Vice Admiral DeWolfe Miller. “We are adding an incredible weapon system into the arsenal of our Carrier Strike Groups that significantly enhances the capability of the joint force.”

O F-35 foi projetado tendo em mente todo o espaço de batalha, trazendo capacidade de transformação para os EUA e aliados.

Missões tradicionalmente realizadas por aeronaves especializadas (combate ar-ar, ataque solo a solo, ataque eletrônico, inteligência, vigilância e reconhecimento) podem agora ser executadas por um esquadrão de F-35s.

O F-35C combina capacidade de sobrevivência de 5a geração com grandes avanços em sistemas de missão habilitados para rede, confiabilidade e interoperabilidade.

Trata-se de um caça para o primeiro dia de guerra com a capacidade de dominar adversários no ar ou na superfícies, enquanto sobrevive aos ambientes com ameaças das mais formidáveis, diz a Navy.


São Paulo, 01 de março de 2019

Assine o Feed        Apoie o Ex Post no Apoia.se

Ex Post #394