Pular para o conteúdo principal

NASA completa 1o teste de abortagem e atitude com a espaçonave Orion

O motor de emergência projetado para afastar a cápsula de uma área de risco durante a decolagem foi ativado em um teste com duração de 30 segundos, produzindo 7 mil libras de empuxo, segundo um informe da NASA.

A Orion está sendo preparada para a sua primeira missão - Exploration Mission 1 (EM-1) - prevista para 2020, atrelada no topo de um foguete SLS da Boeing ou de algum outro (e.g. SpaceX Falcon) caso a fabricante não entregue o lançador no prazo programado. 

Doris Salazar (Space):
No matter the vehicle, Orion needs a backup plan if the rocket malfunctions upon exiting low Earth orbit. To prepare for a worst-case scenario, propulsion engineers need to have a keen awareness of the three dimensionality of a launch. So, having the right attitude is important. 
The eight valves that recently lit up at the Northrop Grumman facility in Elkton, Maryland, are part of the attitude control motor that could orient the Orion crew capsule and guide its trajectory moving away from the rocket in case of an emergency.
Rather than just speeding up faster than the rocket accelerating below it, the eight valves around the motor's cylindrical body would jettison the crew off to one side and away from a dangerous situation.


Ex Post #325 (9/1):
Empresas envolvidas com o desenvolvimento do ESA Service Module (ESM), realizaram em dezembro último (2018) os testes de propulsão do veículo que levará os primeiros astronautas do programa espacial americano para além da órbita da Terra desde 1972. 
EP #079 (23/4): O Congresso dos EUA aprovou os recursos de 2018 e 2019 para a NASA realizar a visão do Presidente Trump de manter a liderança do país na área espacial dando continuidade aos projetos Orion, Space Launch System e iniciativas junto ao setor privado. 
A mais interessante das metas estratégicas citadas é a que se refere ao Lunar Orbital Platform-Gateway (LOPG) - uma plataforma na órbita da Lua para estudo do satélite da Terra e do deep space. Eventualmente, a LOPG será utilizada como base intermediária para as viagens à Marte. 
Os primeiros astronautas chegarão em 2025* a bordo de uma cápsula Orion atrelada a um módulo de serviço - European Service Module (ESM) - construído pela Agência Espacial Européia (ESA). Ambos serão levados ao espaço por um foguete Space Launch System (SLS).
* reprogramado para 2024 em mar/19 por determinação do governo norte-americano

Orion após teste de um dos motores de abortagem.
Março/18. Crédito: NASA



São Paulo, 30 de março de 2019

Assine o Feed        Apoie o Ex Post no Apoia.se

Ex Post #429

Twitter: @ExPostCo
MeWe: Aeronáutica & Espaço