Pular para o conteúdo principal

Exército da Líbia anuncia bloqueio naval no oeste do país

O Lybian Nacional Army (LNA) vai impor um bloqueio naval nos portos da Líbia ocidental para impedir o desembarque de equipamentos militares destinados às forças do Government of National Accord (GNA), forças essas reconhecidas pela comunidade internacional.

A ação foi anunciada pelo comandante Faraj al-Mahdawi do Exército Nacional da Líbia em um briefing de imprensa pela televisão na última segunda-feira (20/5). O bloqueio envolve a mobilização das forças navais para impedir especialmente a entrada de veículos blindados enviados pela Turquia.

Lote de blindados turcos BMC Kirpi durante desembarque na Líbia em  18/maio/19

O conflito para controlar a capital Tripoli já provocou 510 mortos e 2.467 feridos de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS).

O desafiante, marechal Haftar é apoiado pela Arábia Saudita, Egito e Emirados Árabes Unidos, enquanto a Turquia e o Qatar se posicionam ao lado das forças do GNA.

"A Líbia está a caminho de uma guerra civil que poderá conduzir a uma divisão permanente do país", disse o enviado da ONU para a Líbia, Ghassan Salamé, durante uma intervenção perante o Conselho de Segurança.

Para Salamé, há países alimentando esse conflito sangrento e as Nações Unidas devem dar cabo disso. O enviado lamenta também o envio de grande quantidade de armas à Líbia apesar da vigência de um embargo imposto em 2011.

Em meio aos combates, algo como 75 mil pessoas foram forçadas a deixar a capital Tripoli e mais de 100 mil se encontram encurralados nos arredores da cidade.



São Paulo, 23 de maio de 2019

Assine o Feed        Apoie o Ex Post no Apoia.se

Ex Post #456

Comentários no Twitter: @ExPostCo